Desenhos animados: Os dubladores do Batman

Batman é um dos mais sombrios super-heróis já criados até hoje. O cavaleiro das trevas ganhou vida em 1939 pelas mãos do desenhista Bob Kane na revista Detective Comics e de lá pra cá se tornou um ícone da cultura pop mundial, saindo das HQs e ganhando vida em outras mídias.

O homem morcego americano logo chegaria ao Brasil e aos cinemas, televisores e home-videos, passando a ter suas produções dubladas no país. Sejam elas versões em animação ou live action, seriados ou filmes. Vamos conhecer um pouco mais sobre a dublagem de Batman no país!

O começo em São Paulo

Impossível começar nossa rápida retrospectiva sem citar o seriado clássico de Batman, dublado no país nos anos 60 na AIC de São Paulo (atual BKS), a mesma de Perdidos no Espaço. Reprisada até hoje pela Rede Brasil, a série marcou época com as vozes dos dubladores e até hoje recebe homenagens como a “dublagem cômica” feita por alguns fãs onde fizeram um episódio com o sugestivo titulo de “Feira da Fruta”.

No entanto, as duas primeiras temporadas do seriado dos anos 1960, seria apenas uma breve passagem de Batman por São Paulo, seus filmes e seriados seguintes foram feitos no Rio de Janeiro. Assim, o homem morcego apareceu primeiro na televisão com dubladores paulistas, como também ocorreu com Super-homem e Homem-Aranha. Mas diferente dos anteriores Batman é um caso similar ao dos mutantes de X-men, fica muito difícil imaginar o herói e seus inimigos com outras vozes senão as cariocas. O motivo você confere nos tópicos a seguir.

Dubladores: Gervásio Marques (1ª e 2ª temporadas – SP / AIC) e Celso Vasconcellos (1ª voz) e Waldir Fiori (2ª voz) na 3ª temporada (TV Cine Som / Rio). Francisco Milani (filme “Batman – O Homem Morcego”).

Em tempo – Na série “Gotham” (2014) o ator David Mazouz (o jovem Bruce Wayne) é dublado por Vyni Takahashi, o Trunks em “Dragon Ball Z: A Batalha dos Deuses” e Carl Grimes em “The Walking Dead”.

Um Batman muito animado nos anos 70

Em 1973 chega ao Brasil à animação Super-Amigos, série original de Hanna Barbera co-produzida com a DC Comics e a Warner. Sua versão brasileira ficou a cargo da Herbert Richers. O Batman, o original feito por Olan Soulé ganhou a voz nacional de Pádua Moreira.

Em 1977 mais duas séries chegariam ao Brasil. A primeira delas foi “Super Powers” (na prática mais uma temporada dos Super Amigos) também dublada na Herbert Richers. Enquanto nos Estados Unidos, Olan Soulé continuava como a voz de Batman, no Brasil ela passaria a pertencer a Nílton Valério, que faria o herói em seus dois longa-metragens de Tim Burton.

No mesmo ano Nilton repetiria o papel em “As Novas Aventuras do Batman” (da Filmation), animação que contava com Carlos Marques (o Super Mouse) como Robin e Cleonir dos Santos (o Capitão Marvel Jr, em “Shazam!”) como o chatinho Batmirim.

Nilton ainda faria o Batman em outra temporada dos Super Amigos dublada pela Herbert: “O Desafio dos Super-Amigos”.

Os filmes de Tim Burton

A produção “Batman”, de Tim Burton, de 1989, foi dublada na Herbert Richers, estúdio que dublaria diversas produções do Homem Morcego no Brasil como “Super Amigos”, “O Novo Batman”, “Batman do Futuro”, entre outros.

O herói Bruce Wayne, vivido por Michael Keaton, ganhou a voz do dublador Newton Valério (que já fazia o herói em sua versão animada desde a década de 70). Jack Napier, o Coringa foi dublado por Darçy Pedrosa (o homem que mais faria o personagem no país) e a sensual Vicky Vale ganharia vida com Mônica Rossi, dubladora da atriz Kim Basinger e conhecida do público como a mãe da Aeka em “Tenchi Muyo OVA”.

Em 1992, Burton dirigiria “Batman – O Retorno” com o mesmo Keaton e o mesmo dublador no Brasil. Integrariam a dublagem do filme, alguns dubladores clássicos como José Santacruz, dublador tradicional de Danny De Vitto, dando voz ao Pinguin, novamente a mais conhecida do personagem por aqui. Os fãs de animes lembariam de Santacruz em seus trabalhos como Vírus (“Corrector Yui”), Presidente Boone (“Metrópolis”) e Avô da Kamone (“Cyber Team in Akihabara – O Filme”).

A sensual Mulher Gato ganhou a voz da dubladora da Michelle Pfeiffer, Vera Miranda, a também dubladora da Lady Eboshi (de “Princesa Mononoke”). Isaac Bardavid (o Esqueleto de He-Man) deu voz ao Chefe Carl Grisson, enquanto Orlando Drummond (o Scooby-Doo) foi o prefeito Borg.

Batman Eternamente, Batman & Robin e outros filmes

Em “Batman Eternamente” de Joel Schumacher (1995) o homem morcego foi feito pelo ator Val Kilmer e ganhou a voz de seu “boneco” (ator que normalmente dubla um personagem ou ator em todas as aparições do mesmo) Marco Antônio Costa na Cinevídeo. Por uma feliz coincidência do destino o dublador também era o “boneco” de George Clooney (em series como “Plantão Médico”), que faria o herói em “Batman e Robin” na Wan Macher.

Mas esta história da dublagem de “Batman e Robin”, tem um porém. Durante as dublagens do filme para home-video, ocorreu uma greve de dubladores e a produção foi feita com “profissionais alternativos”. Nesta fase o Robin foi feito por Carlos Tureta, narrador do Cartoon Network. Algum tempo depois quando o filme foi redublado para TV o problema foi corrigido com Marco Antonio Costa (o Suzako de “Yu Yu Hakusho”) como Batman, Manolo Rey (o Greymon de “Digimon”) como Robin e Marco Ribeiro (o Yusuke de “Yu Yu Hakusho”) como o Charada de Jim Carrey.

Dentre os vilões destes filmes ainda devemos destacar o trabalho de Júlio Chaves (Homer Simpson) como Harvey Dent, o Duas-Caras. Miriam Ficher (Botam de “Yu Yu Hakusho”) tradicional dubladora da atriz Uma Thurman, na pela da sensual Hera Venenosa e Garcia Jr. (o He-Man), voltou a dar voz a para Arnold Schwarzenegger como o Mr. Freeze.

Nos filmes recentes de Christopher Nolan, o astro Christian Bale (Bruce Wayne/ Batman) ganhou a voz de Ettore Zuim (o Flash em “Liga da Justiça: A Nova Fronteira”). E nos longas do Universo Cinematográfico da DC idealizado por Zack Snyder, o galã Ben Affleck (Bruce Wayne/ Batman) foi dublado por Jorge Lucas, o dublador de RuPaul em “RuPaul Drag Race”.

Os novos Batman animados

Nos anos 90, chegava a TV “Batman: The Animated Series” (mais conhecido como “O Novo Batman” no SBT e “Batman Volume 2” na Warner). O mais longo desenho animado de Batman, foi dublado na Herbert Richars com aquele que se tornaria à voz mais popular de Batman no Brasil, Marcio Seixas (o Donatelo de “Tartarugas Ninjas”). O sucesso foi tanto, que o dublador passaria a fazer inclusive jogos de videogame como o herói e voltaria para animações para DVD.

Mas nem tudo é perfeito para os fãs, que ao longo dos anos viram Bruce Wayne ser trocado por Maurício Berger (o Lanterna Verde da nova “Liga da Justiça”) em “The New Batman Adventures” (que muitos consideram a quarta temporada do desenho clássicos dos anos 1990, uma continuação direta).

Mas os fãs respirariam aliviados quando a Cinevídeo passou a dublar o novo seriado da “Liga da Justiça” e Batman voltou a ter a voz de Marcio Seixas.

Nos desenhos, muitos vilões tinham suas vozes constantemente alteradas. Algumas escalações como Sumara Louise (a Freeze de “Corrector Yui”) que dava vida a Hera Venenosa, eram alteradas porque seus dubladores deixavam de ser funcionários contratados da Herbert.

O desenho dos anos 2000

Na animação do homem morcego “O Batman”, exibida pelo Cartoon Network, foi totalmente dublado na Hebert Richers. O capuz do herói passou a pertencer à Eduardo Ribeiro, a voz de Kurama de “Yu Yu Hakusho”, Ricardo Juarez (o Johnny Bravo) que já tinha feito o herói em outras animações, incluindo em um longa feito para TV, chegou a ser cogitado para o papel, mas não fez o teste pois a Herbert julgou que apenas funcionários (dubladores contratados) da mesma fariam. E Juarez não se encontra nesta situação desde de julho de 2003.

Sendo assim Marco Antônio (o dublador do homem morcego em “Batman Eternamente” e “Batman & Robin”), Alexandre Moreno (o Kaká de Johnny Bravo) e Eduardo “Duda” Ribeiro fizeram o teste, ganho pelo último. Duda faria diversos outros filmes e séries como o herói de Gotham.

Lista de Batmans nos desenhos animados dos anos 1990/2000

Marcio Seixas – Bruce Wayne/ Batman em Batman – A Série Animada, Batman – A Máscara do Fantasma, Super Choque, Liga da Justiça, Liga da Justiça Sem Limites, Superman/ Batman: Inimigos Públicos, Superman/ Batman: Apocalipse, Liga da Justiça: A Nova Fronteira, Liga da Justiça: Crise nas Duas Terras, Liga da Justiça: A Legião do Mal, Batman: O Cavaleiro das Trevas – Parte 1, Batman: Ataque ao Arkham, As Aventuras de Batman e Robin – o Menino Prodígio (Redublagem), Scooby-Doo Encontra Batman, Batman: O Retorno da Dupla Dinâmica e Batman vs. Duas-Caras.

Sérgio Moreno – Bruce Wayne/ Batman em Batman & Mr. Freeze: Abaixo de Zero (Batman & Mr. Freeze: Sub-Zero).

Affonso Amajones – Bruce Wayne/ Batman em Superman: A Série Animada (Superman: The Animated Series)

Maurício Berger – Batman/ Bruce Wayne em Batman Gotham Knights (The New Batman Adventures).

Roberto Macedo – Bruce Wayne em Batman do Futuro (Batman Beyond), Batman do Futuro – O Retorno do Coringa, Projeto Zeta.

Ricardo Juarez – Batman/ Bruce Wayne em Batman – O Mistério da Mulher-Morcego.

Duda Ribeiro – Batman/ Bruce Wayne em O Batman (The Batman), Batman: Os Bravos e Destemidos, O Batman vs. Drácula, Batman: O Cavaleiro de Gotham, Batman Contra o Capuz Vermelho, Batman: Ano Um, Justiça Jovem, Gotham City 1889: Um Conto de Batman, Batman e Arlequina, Batman Ninja, O Filho do Batman, Scooby-Doo & Batman: Os Bravos e Destemidos, Batman: A Piada Mortal, A Sombra do Batman (Beware the Batman), LEGO Batman: O Filme (e demais produções Lego), Batman: Sangue Ruim, Batman Sem Limites: Mechas vs. Mutantes (e demais filmes da série) e Justice League Action.

A versão original deste texto originalmente foi publicada em 2005.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o autor

David Denis Lobão

Categorias

www.000webhost.com