Vozes conhecidas de personagens queridos estão um pouco diferentes zip kostenlos downloaden deutsch. Os alvos das críticas dos fãs são os mais variados estúdios e distribuidoras. Listamos a seguir alguns exemplos do último ano.

“Matrix”
Nas dublagens dos três primeiros filmes Keanu Reeves (Neo) tinha a voz de Reinaldo Buzzoni e Carrie-Anne Moss (Trinity) de Fátima Mourão download sirene. No quarto longa, “The Matrix Revolutions”, os dois e outros personagens menores tiveram as vozes alteradas, mesmo sendo a mesma distribuidora (Warner) e o mesmo Estado (Rio de Janeiro) presentielijst excel download. Buzzoni está se dedicando ao trabalho nos bastidores do futebol brasileiro, mas ainda dubla o Keanu Reeves quando chamado e fez “Bill & Ted: Encare a Música” download minion rush game. Mourão agora mora em Brasília, mas ainda dubla pro Rio quando convocada e recentemente fez a Rainha de “Mestres do Universo”.

“Ursos Sem Curso”
Durante o desenho clássico apareciam em alguns episódios versões bebês dos ursos protagonistas word herunterladen uni due. Surgiu então um desenho só com eles, o “Ursinhos em Curso”. A série original foi dublada no Rio de Janeiro, o spin-off em Campinas, resultado em uma troca total das vozes free games ps3.

“Hilda”
A série animada Hilda foi dublada no Rio de Janeiro. O filme “Hilda e o Rei da Montanha” chegou na Netflix com uma dublagem realizada em São Paulo birthday invitations. De toda forma, a protagonista teria de ter a voz trocada devido ao falecimento da dubladora Ana Lúcia Menezes. Mas esta não é a primeira troca da Netflix em uma produção com seu selo fnaf 4 kostenlos. Só para dar outro exemplo, em 2020, a série “A Ordem” teve todos os dubladores trocados. A primeira temporada foi feita em São Paulo e a segunda no Rio die sims kostenlos herunterladen pc.

“Hunter x Hunter”
A versão de 2011 do animê ganhará uma dublagem em português, realizada no Grupo Macias e distribuido pela VIZ Media bilder vom iphone herunterladen ohne itunes. O problema é que as vozes ouvidas no animê clássico serão trocadas. O mesmo ocorreu recentemente em uma redublagem de “One Piece”.

“Pânico 5”
O estúdio Unidub tinha escalado a dubladora Cecília Lemes para dar voz para Neve Campbell (Sidney Prescott). Alguns fãs iniciaram uma campanha para a escala de Marisa Leal, que tinha a dublado a personagem nos outros filmes da franquia. A distribuidora aceitou as críticas e encomendou uma redublagem parcial também nos personagens de David Arquette (Dewey Riley) e Courteney Cox (Gale Weathers-Riley), que tiveram uma rotatividade maior de dubladores, mantendo as vozes de “Pânico 4”.

“Família Monstro 2”
Que acompanhou o trailer do filme animado percebeu mais trocas de vozes. Quem foi ao cinemas viu que nem todas as vozes do trailer estão na obra final, mas mesmo assim, trocas ocorreram. A distribuição é da Paris Filmes.

“Work In Progress”
A produção do Paramount+ trocou praticamente todas as vozes da primeira para a segunda temporada. Mudou de um estúdio de São Paulo (Atma Entretenimento) para outro paulistano (Grupo Macias). As trocas foram radicais, com vocês que não combinavam com as anteriores. Detalhe que os dubladores anteriores moravam na mesma cidade e continuavam na ativa.

HBO
O canal pago é conhecido por trocar vozes de séries. Produções como “Game of Thrones” e “Silicon Valley” tiveram seus elencos totalmente mudados quando de uma temporada para outra saiu de um estúdio de Rio para um em São Paulo. Neste ano, por conta da pandemia e os chamados home studios mais trocas ocorreram em produções como “Westworld”. Em “Succession” a troca foi mais radical e atingiu a maior parte dos protagonistas, mesmo a mudança de casa de dublagem sendo dentro da capital carioca.