Imaginando um elenco brasileiro para Harry Potter

A estréia de “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”, sexto filme da saga cinematográfica do bruxinho estava prevista para 21 de novembro de 2008 e já haviam sido divulgados os trailers de apresentação da nova história. No entanto, os estúdios Warner Brothers anunciaram o adiamento do longa para 17 julho de 2009, devido à alteração que causou na indústria a última greve de roteiristas. Inúmeros fãs ficaram muito revoltados com a novidade. Nossa amiga Raiane, da comunidade da revista Crash no Orkut, propôs até uma “rebelião” contra a Warner “Foi uma grande falta de respeito o que fizeram com nós, fãs de Harry Potter, que estávamos praticamente aguardando a estréia do 6º filme desde o início do ano”, disse a fã de Potter. Por conta disto nós perguntamos: Se o filme tivesse sido feito no Brasil pra fugir da greve dos roteiristas e sair na data certa. Qual seria o melhor elenco?

Harry Potter | Kayky Brito

Vive um surfista em “Três Irmãs”, um adolescente rebelde em “Sete Pecados” e um menino que se veste de menina em “Chocolate com Pimenta”. Com mais experiência e talento do que tinha Daniel Radcliffe quando assumiu o personagem ele daria bem conta do recado. Já que já teve até contato com o sobrenatural quando fez um vampirinho em “O Beijo do Vampiro”. Nossa leitora, no entanto, faz uma observação sobre o brasileiro “ele tem os olhos azuis, mas que problema tem? O Radcliffe também tem”, explica. (Sugestão do Raiane na nossa comunidade do Orkut)

Professor Snape | Miguel Falabella

No original Severo Snape é interpretado pelo grande Alan Rickman, um ator que a principio muitos julgam ser insubstituível. Mas um dos nossos leitores arrisca um palpite e aposta na simpatia do ator e autor Miguel Falabella e completa que fez a escolha “pela sua capacidade como ator, quanto ao cabelo tudo se dá um jeito”. De fato talento é o que não falta para Falabella, que segura bem tantos papéis cômicos como o Caco Antibes de “Sai de Baixo” e o Mário Jorge de “Toma Lá, Dá Cá”, quanto vilões do calibre de Mauro Alcântara Prates de “Cara e Coroa”, Raul Toledo (“A Viagem”) e o assassino Donato Menezes em “As Noivas de Copacabana”. (Sugestão do Vitor na nossa comunidade do Orkut)

Rony Weasley | Sérgio Hondjakoff

Por muitos anos, Hondjakoff foi o Cabeção de “Malhação”, um cara inocente, bobo e extremamente simpático, que conquista garotas com muito simpatia e seu jeitinho “nerd” de ser. A comparação com Rony não é difícil. O garoto foi muito bem vivido por Rupert Grint nos cinemas e para chegar perto do talento do interprete original, nosso ator brasileiro teria que suar muito a camiseta, mas um desafio é sempre bem vindo e no final das contas, ruivo Serginho já é. (Sugestão do Raiane na nossa comunidade do Orkut)

Professora McGonagall | Aracy Balabanian

Falar de Minerva McGonagall e não falar de Maggie Smith é um erro imperdoável. A atriz britânica já é um ícone do cinema mundial e merecidamente já ganhou dois Oscars, dois Globos de Ouro e cinco Baftas. Para interpretar a professor no Brasil precisaríamos de uma das grandes damas das telas brasileiras. A sugestão de Aracy torna isto possível. Vencedora de um Prêmio Contigo, um APCA e um Troféu Imprensa, esbanjou bom humor como a Cassandra de “Sai de Baixo” e a Dona Armênia (“Deus nos Acuda” e “A Próxima Vitíma”) e também drama como a amargurada Teresa Moretti de “Queridos Amigos” e Filomena Ferreto de “A Próxima Vítima”. (Sugestão de Lidiane)

Hermione Granger | Fernanda Souza

Fernandinha não é mais a inocente Mili de “Chiquititas”; agora ela é reconhecida como a trambiqueira “de olho junto” Isadora Dassoin de “Toma Lá, Dá Cá”. Mas ela consegue fazer facilmente tipos doces e espertos como pede a nossa Hermione e como foi feito tão bem nos filmes por Emma Watson. A brasileira mostrou que manda bem neste tipo de papel quando fez a novela “O Profeta”, onde interpretou a jovem Carola e em “Alma Gêmea” com a personagem Mirna. (Sugestão do Raiane na nossa comunidade do Orkut)

Alvo Dumbledore | Sebastião Vasconcelos (observação: o ator era vivo quando a lista foi feita)

Vivido nos cinemas por Richard Harris e Michael Gambor, no Brasil o papel do Mago poderia ser feito pelo experiente Sebastião Vasconcelos, mas nosso leitor faz um adendo com a sugestão “Alguns quilos mais magro e com muita maquiagem”. Sebastião é um ator respeitado no Brasil, assim como seus colegas são no Reino Unido. Vencedor do Festival de Brasília em 1983 e do Prêmio Molière em 1977, ele daria toda a seriedade que o diretor de Hogwarts precisa, como demonstrou vivendo o enigmático Mauro de “Caminhos do Coração” e “Os Mutantes”. (Sugestão de Bruno Eduardo)

Texto originalmente escrito para a revista Crash (Editora Escala), com sugestões dos leitores da revista.

Previous Article
Next Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre o autor

David Denis Lobão

Categorias

www.000webhost.com